Compostagem doméstica. Reciclagem em 7 passos. Adubo. Minhocas Californianas. Composteira. Kit ‘Humi’ da Morada da Floresta.

img_7463-1Compostagem.  Kit da Morada da Floresta. Reciclagem em 7 passos. Minhocas Californianas ou folhas secas.

Gerar menos lixo e ainda produzir um adubo para as plantas é algo gratificante. A ideia é simples:

  1. Use um pouco de terra em uma caixa com pequenos furos embaixo e nas laterias.
  2. Coloque restos de comida que não sejam frituras, proteínas (carnes) ou frutas cítricas (limão, laranja). Pode usar, por exemplo, mamão, casca de banana, saquinho de chá, pó de café(!), alface, tomate e restos de frutas em geral.
  3. Cubra com material orgânico seco, como folhas secas, por exemplo. Uma boa dica é fazer um passeio de bicicleta ou a pé perto de locais com bastante árvores como praças, canteiros e parques. Leve uma sacolinha e traga um pouco desse material. Certamente um pouquinho daquela exuberante natureza será trazida para o seu jardim caseiro.
  4. Tampe sempre. Se deixar destampado, vem mosca. Para as plantas não há problema, mas é desagradável para nós. Bem da verdade, às vezes é inevitável porque não sabemos se alguma mosca botou ovos no material orgânico que por vezes nem lavamos, como raízes de alface/rúcula hidropônica, por exemplo.
  5. Repita a operação fazendo um montinho de resto de comida e cobrindo com material seco. Aliás, se preferir, pode ser serragem de madeira. De preferência de sobras grossas porque facilita a ventilação do sistema, evitando a compactação da matéria.
  6. Quando a caixa encher, mude para o meio. Daí a importância de ter os furinhos na base, para escorrer o adubo líquido e no topo, pelo mesmo motivo e para as minhocas subirem quando acabarem de transformar o material orgânico. (Quem, por algum motivo não gostar de minhocas, use só material seco, mas a decomposição é bem, bem mais lenta. Não há contato nem incômodo. As minhocas, além de pitorescas, são bichinhos curiosos e dá até musiquinha: “Minhoca, minhoca, me dá uma bitoca …”)
  7. Finalmente haverá o líquido como um dos produtos da reciclagem: um excelente adubo, sem cheiro, que vai direto para as plantinhas.

Para quem é iniciante, recomendo o sensacional kit das fotos acima feito pela Morada da Floresta (link aqui)

A composteira, chamada ‘Humi’, é muito bem feita. Seu idealizador explica os diversos aprimoramentos feitos até chegar nessa versão. Eles se preocuparam até em fazer um patamar de acesso para as minhocas que eventualmente caírem no ‘andar’ de baixo, entre outras muito bem boladas e pensadas características. Estão de parabéns!

Link para outro post interessante de compostagem que fiz: aqui

É isso. Cheers! @ricardonagy.

Anúncios

Sobre ricardonagy

USP/PUC-SP. Bacharel em Direito PUC-SP. Pós-graduado em Direito Civil pela EPM-TJSP. Bacharel e Licenciado em Letras Inglês/Português USP. Pós-graduado em Tecnologias Interativas Aplicadas à Educação PUC-SP.
Esse post foi publicado em cidadania, compostagem, curiosidades, meio ambiente e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s