Aterros sanitários gerando eletricidade. Petrobras espera licença para iniciar projeto de energia solar.

Interessante reportagem da SCIENTIFIC AMERICAN sobre o elevado Hickory, em Atlanta, que possui mais de 7.000 finíssimos painéis solares fotovoltaicos sobre um aterro sanitário que já atingiu sua capacidade máxima. Usa-se uma geomembrana sobre a qual os painéis são colocados. Dessa forma, os aterros já saturados são reutilizados, fomentam a energia sustentável e geram renda. O custo total foi de US$ 5 milhões, subsidiado em US$ 2 milhões, e o restante será facilmente ganho ao longo do tempo. O elevado Hickory hoje produz 1 megawatt (MW) de eletricidade, suficiente para fornecer energia para  225 casas, aproximadamente.

Claro que, além dessa fonte, certos aterros geram gás metano em quantidade suficiente para ser aproveitado. A energia fotovoltaica é, sem dúvida alguma, uma excelente ideia: limpa e que tende a ser cada dia mais eficiente.

Empresas como Petrobrás já vislumbram a inevitabilidade da caminhada nessa direção e mudam a sua base de financiamento anunciando milhões em investimento em energia solar. Semelhantemente a grandes empresas como Philip Morris, fabricante de cigarros que comprou marcas como Toblerone e Nabisco, um petrolífera não pode ignorar a obsolescência programada do petróleo como única fonte energética. Link da CBN (áudio) abaixo.

Light on Landfills: Solar energy covers turn maxed-out landfills into solar farms:

http://blogs.scientificamerican.com/plugged-in/2012/03/30/light-on-landfills-solar-energy-covers-turn-maxed-out-landfills-into-solar-farms/

Petrobras espera licença para iniciar projeto de energia solar

link para as notícias via CBN (áudio):

http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/andre-trigueiro/2012/03/17/PETROBRAS-ESPERA-LICENCA-PARA-INICIAR-PROJETO-DE-ENERGIA-SOLAR.htm

Anúncios

Sobre ricardonagy

USP/PUC-SP. Bacharel em Direito PUC-SP. Pós-graduado em Direito Civil pela EPM-TJSP. Bacharel e Licenciado em Letras Inglês/Português USP. Pós-graduado em Tecnologias Interativas Aplicadas à Educação PUC-SP.
Esse post foi publicado em cidadania, curiosidades e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Aterros sanitários gerando eletricidade. Petrobras espera licença para iniciar projeto de energia solar.

  1. Reblogged this on DENISE BARBOSA and commented:
    legal

    Curtir

  2. ivanmello disse:

    Reblogged this on Ivanmello’s Blog and commented:
    Esta solução seria interessante para o aterro Bandeirantes. Matariam dois coelhos de uma vez.

    Curtir

  3. Jovi disse:

    A geração de energia é um desafio em um país que cresce desordenadamente.

    Curtir

  4. ROBSON disse:

    US$ 5 milhões de Dólares para uma produção de energia que abastece 225 casas, economicamente um valor muito alto. Rateando este valor seria US$ 1851,00 por 12 meses. Lembrando que têm a manutenção. Modernização e os custos de distribuição.

    Curtir

    • ricardonagy disse:

      Boa noite, Robson, obrigado pela contribuição. De fato, bem apontado, mas veja que não é um custo anual, mas custo de investimento inicial em tecnologia de ponta. Isso aconteceu em 2012, então é bem provável que já se tenha pago. Toda tecnologia incipiente – a exemplo dos celulares – custa bem caro, mas o custo vai diminuindo com o tempo. Então, acredito que o custo já esteja bem menor. Mas pensa que bacana o fato de um aterro totalmente ocioso ter agora um destino produtivo… Novamente, obrigado pela contribuição. Abs.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s